sábado, 19 de dezembro de 2015

GALETTES RECHEADAS COM CHAMPIGNON E ALHO-PORÓ

Finalzinho do outono, começo de inverno e eu estou aproveitando ao máximo os cogumelos. No começo da estação as pessoas saem para a floresta para colhê-los. Eu ainda não tentei fazer isso porque não conheço as variedade de cogumelos, entao não quero arriscar comer um venenoso e depois, cataploft! Mas pre-ci-so ir com alguém que saiba e colher aos montes. Com certeza de graça é ainda mais gostoso do que comprado no supermercado, haha! Bom, fica pro ano que vem.

Essas galettes são feitas com farinha de trigo sarraceno, chamado de trigo negro aqui na França. Não contém glutén então é uma boa pra quem não pode consumir o trigo normal. Os grãos de sarraceno são ricos em proteínas, contém muito magnésio, vitamina B, zinco. Mais informaçōes sobre ele aqui. Vamos à receita!

          Ingredientes para as galettes: (12 galettes médias)
  • 300 g de farinha de trigo sarraceno;
  • 3 xícaras de água;
  • 1 ovo;
  • 1 cenoura ralada;
  • tomilho fresco a gosto;
  • açafrão em pó; (açafrão não é curcuma, hein, só pra deixar claro) 
  • sal.
    Ingredientes para o recheio:  
  •  500 g de champignon de Paris  
  • 1 alho poró (a parte branca)
  • pimenta antillais (ou outra pimenta fresca de sua preferência) 
  • azeite
  • pimenta preta moída na hora.
 Modo de preparo da massa:
1. Em um bolw, misture o trigo sarraceno e o sal.
2. Adicione a água aos poucos e vá mexendo até ficar homogêneo. Se formar grumos você pode passar a massa pela peneira (como se fosse um suco). Mais prático usar o liquidificador.
3. Retire a película da gema, adicione o ovo inteiro à massa e mexa.
4. Acrescente a cenoura ralada, as folhinhas do tomilho e o açafrão, mexa e reserve a massa.

Modo de preparo do recheio:
1. Corte o alho poró em rodelas bem finas.
2. Em uma caçarola antiaderente, aqueça o azeite e refolgue o alho-poró.
3. Corte a pimenta em cubinhos e acrescente ao alho-poró, deixando no fogo por mais um minuto. Cuidado com a quantide de pimenta pois quando ela vai ao fogo o sabor apura.
4. Tempere com sal e pimenta moída.
5. Corte os champignons em tirinhas (pode deixar o caule).
6. Em outra  caçarola, aqueça o azeite e depois jogue os champignos nela. Refolgue bem até que fiquem dourados e tempere com sal e pimenta.

Agora faça as galettes da mesma forma que você faz uma panqueca: aqueça uma frigideira antiaderente, unte com um pouco de azeite e vá despejando a massa. Não faça galettes muito grossas! Quando terminar, recheie com uma camada de cogumelo e outra de alho-poró.

Dicas:
- Não asse os cogumelos juntos ao alho-poró para não perderem o sabor deles.

segunda-feira, 14 de dezembro de 2015

QUEIJO VEGETAL DE AMÊNDOAS E ERVAS



Eu não gosto de passar vontade e foi por isso que resolvi testar essa receita de queijo vegano. Quando se tem alguma restrição alimentar a gente acaba descobrindo como fazer substituições no cardápio e voilà, foi o que aconteceu mais uma vez. Agora eu tenho um queijo de corte pra servir com pães ou por nas saladas. 

Essa é uma receita fácil de ser feita, porém exige atenção durante a preparação. Antes de tudo, é importante a mise en place, deixe todos os ingredientes separados em stand by para serem utilizados.  Já deixe o limão e uma colher de azeite previamente misturados e em estado de fácil manuseio, para não perder o ponto do ágar-ágar, pois ele endurece rápido.

Ingredientes: (em média 300 g de queijo)                
  • 1 xícara e meia de água fria;
  • 2 colheres de chá de ágar ágar em pó sabor neutro;
  • ½ xícara de farinha de amênodoas;
  • sumo de 1 limão; 
  • 1 colher de chá de alho em pó;
  • 1 colher de chá de sal;
  • 2 colheres de sopa de azeite de oliva extra-virgem;
  • ervas aromáticas a gosto (eu usei pimenta caiena, salsinha fresca, tomilho, páprica e óregano);
  • pimenta preta moída na hora,
  • tomate seco picadinho a gosto (eu fui bem generosa na quantidade).
Modo de preparo:
1- Escolha o recipiente em que você vai colocar o queijo para modelar. Pode ser louça ou vidro, mas evite metal e plástico.
2- Unte o recipiente por completo com uma colher de azeite, em seguida espalhe as ervas, temperos e o tomate seco, de forma que ele fique todo untado com as ervas também. Reserve.
3- Em um bolw, misture a farinha de amêndoas, o alho em pó, o sal, e a pimenta moída na hora e depois reserve dentro do liquidificador.
4- Em uma panela, coloque a água fria, derrame lentamente o pó do ágar ágar e vá mexendo ao mesmo tempo (não coloque as colheres de uma vez, por que o pó vai formar um grumo) até dissolver bem.
5-  Ligue o fogo e mexa até ferver. Após levantar fervura, continue mexendo por mais dois minutos. 6- Desligue o fogo e imediatamente derrame o ágar ágar no liquidificador juntado aos ingredientes que estavam reservados dentro dele, bata até misturar bem.
7-Adicione a colher de azeite restante e o limão. Misture novamente para incorpora-los.
8- Coloque o líquido no recipiente de vidro que foi previamente untado e temperado, tampe e leve a geladeira para que tome consistência. Eu deixei de um dia para o outro. 

Dicas:
-  A validade do queijo é em média 5 dias, conservado em geladeira numa embalagem fechada.
- Se você tem o hábito de preparar o seu leite de amêndoas em casa, pode usar o resíduo das amêndoas no lugar de comprar farinha de amêndoas.

-Use ervas que você gosta, pois elas é que darão o sabor ao queijo. 
-Sirva gelado acompanhado de torradas, um pão de qualidade e vinho.

domingo, 6 de dezembro de 2015

BOLINHOS DE BACALHAU ( PASTEIS DE BACALHAU)


Estamos chegando perto das festas de fim de ano e bacalhau é um ingrediente bem procurado. Essa receita da pra ser feita com as lascas do bacalhau, que são mais baratas e é uma ótima alternativa aos salgadinhos com glúten. Os bolinhos de bacalhau são originários de Portugal e em algumas regiões de lá eles são chamados de pasteis de bacalhau.

Uma amiga portuguesa me disse que normalmente a receita não leva farinha, mas há quem coloque. No caso, eu substituí a farinha de trigo por maisena, que é livre de glúten. Se você quiser pode fazer sem ela também que dá certo, só achei um pouco mais trabalhoso.

Pra quem acha que dá pra evitar a fritura, já tentei fazê-los assados, mas na minha opinião, e na do meu marido, o sabor deixou a desejar.

Ingredientes: 
  • 300 g de batatas;
  • 400 g de lascas de bacalhau dessalgado;
  • 1 ovo;
  • sal;
  • salsinha;
  • óleo para fritar;
  • maisena, quanto baste.
Modo de preparo:
1. Deixe as lascas de bacalhau de molho por no mínimo 24 horas, troque a água por 2 vezes. Não despreze a última água que você usou pra deixar o bacalhau de molho, você usará para cozinhar as batatas.
2. Após cozido, desfie tirando as espinhas e a pele.
3. Descasque as batatas e cozinhe até que fiquem macias. Seque-as bem e ainda quentes amasse com um garfo.
4. Em um recipiente, coloque o ovo e bata com um garfo. Adicione as batatas, o bacalhau já desfiado, sal, salsinha picada e misture.
5. Verifique a consistência da massa e adicione maisena de acordo com o necessário para fazer os bolinhos. Use duas colheres para moldar os bolinhos (recomendo não fazer bolinhas grandes).
6. Em uma panela, aqueça bem o óleo, coloque os bolinhos e frite até que dourem.
7. Coloque-os em uma travessa forrada com papel toalha para tirar o excesso de óleo e sirva.


Dicas:
- O óleo deve ser bem quente, caso contrário os bolinhos podem se desfazer e ficar cheios de óleo.
- Quanto mais secos o bacalhau e a batata estiverem, menos maisena você precisará usar. Já consegui fazer essa receita sem usar maisena pra encorpar a massa, mas na primeira vez que fiz usei 1 colher de sopa. 

- Use uma quantidade de óleo sufieciente para que os bolhinhos boiem.

sexta-feira, 4 de dezembro de 2015

HUMMUS COM CENOURAS


Taí uma ideia bem legal para um apéro: Hummus de cenoura! Esse recheio cai super bem com uma torradinha, na salada, e por que não na tapioca?  O hummus de cenoura é uma variação do tradicional hummus tahini, um clássico prato árabe. O grão-de-bico e o tahini (uma pasta de gergelim) são ingredientes fundamentais para a realização desse prato, fácil de fazer, mas que exige um preparo antecipado.

Antes de começar, deixe o grão-de-bico de molho de uma noite para a outra, isso é importante para diminuir os fitatos do grão, que impedem a absorção de seus nutrientes. Cozinhe-os em nova água com sal na panela de pressão por 25 minutos ou até que estejam macios.

Ingredientes:
  • 2 cenouras médias, se orgânicas podem ser com a casca;
  • 1 dente de alho;
  • 1 xícara de grãos-de-bico cozidos e escorridos;
  • 2 colheres de sopa de suco de limão;
  • sal a gosto;
  • 1/2 colher de sopa de tahini;
  • 1/3 de colher de chá de páprica.
Modo de preparo:
Cozinhe as cenouras até ficarem macias. Coloque as cenouras com um pouco da água do cozimento e o alho em um processador. Misture até que vire um patê. Adicione os grão de bico já cozidos e escorridos, o limão, o sal a gosto, o tahini e a páprica. Misture novamente no processador e voilà está pronto.

terça-feira, 1 de dezembro de 2015

SALADA MIX DE FOLHAS COM MORANGOS


"Comida de festa não precisa ser pesada nem fazer mal à sua saúde, pode e deve ser saudável e deliciosa".  Essa frase é da Pat Feldman, minha musa da cozinha haha. O bacana dessa salada é que além de bonita e gostosa, combina bem com as festas de fim de ano, então já é uma boa opção pra fazer na ceia de Natal!

Eu amo a combinação doce/salgado nas saladas, acho que incrementar com frutas da uma riqueza nutricional e abre o meu apetite.

Pra fazer essa salada é importante que após higienizar as folhas elas fiquem bem secas, isso dará mais "crocância". Eu uso uma centrifuga de salada, mas se você não tiver vale a pena secar com um paninho ou deixar escorrendo bem.


Ingredientes: 
  • alface-de-cordeiro;
  • rúcula;
  • alface roxa;
  • morangos;
  • cenoura;
  • azeite;
  • vinagre balsâmico;
  • flor de sal com ervas finas e tomate desidratado;
  • lascas de amêndoas.
Modo de preparo:
1. Higienize os alfaces, a rúcula, os morangos, a cenoura e seque-os bem.
2. Forre o prato ou travessa com as folhas e tempere com azeite, vinagre balsâmico, a flor de sal com ervas finas e tomate desidratado.
3. Torre rapidamente as lascas de amêndoas na caçarola e reserve.
4. Com o descascador de legumes corte a cenoura em laminas, faça nozinhos nelas e distribua em cima do alface.
5. Corte o morango em lâminas e decore o prato com eles.
6. Jogue por cima as lascas de amêndoas torradas pra finalizar.

Dicas:
- Os morangos podem ser substituídos por manga, também fica muito bom.
- As amêndoas podem ser substituídas por amendoins torrados. A combinação amendoim e morango fica jóia!