domingo, 17 de janeiro de 2016

FRANGO AO VINHO TINTO E UVAS

Não sei se vocês notaram, mas as postagens estão ficando mais espaçadas. Estamos com visita em casa. Nosso sobrinho veio passar as férias conosco. EBAAA! Dentre muitas coisas, isso significa que todo dia estou fazendo três cafés da manhã, três almoços e três jantares diferentes. Não quero que ele seja obrigado a ter o mesmo tipo de dieta que a nossa. É muita privação pra um ser humano de 13 anos em plenas férias. Ninguém merece, né? (ops...14 anos, acabou de completar!) Fora que estar na França e não poder provar tantas coisas diferentes que esse país tem a oferecer, ia ser uma pena. Então é por isso que estou sem muito tempo pra testar receitas. Em fevereiro volta ao normal.

O prato de hoje foi tirado do primeiro livro de culinária que comprei quando cheguei em Grenoble. Eu não falava uma palavra em francês, mas já queria aprender receitas francesas. Por necessidade e por prazer, o nome dos alimentos foi uma das primeiras coisas que aprendi quando cheguei aqui. O livro se chama "200 Recettes pour étudiants. Pressés, fauchés... mais gourmands !" Traduzindo: "200 Receitas para estudantes. Apressados, lisos... mas gourmands". Era tudo que eu queria: receitas práticas e boas. Voltando ao prato de hoje, trata-se de um frango, sim, frango! Sei que pela cor você pode pensar que é carne, e que vinho tinto só combina com carne vermelha. Pois é... não é bem assim.

Acho que todos os ingredientes são de fácil acesso. Vamos precisar de molho pesto vermelho, que nada mais é que o molho pesto de tomates secos. Caso você não ache nos supermercados ou queira fazer você mesmo, vou dar a receita do molho caseiro que o próprio livro sugere e foi o mesmo que utilizei quando fiz o prato.

Vamos lá? Mãos à obra!

Ingredientes e modo de preparo do molho pesto:
  • 1 dente de alho fatiado;
  • 1/2 colher de café de sal grosso;
  • 25 g de folhas de manjericão;
  • 50 g de tomates secos;
  • 125 ml de azeite de oliva extra virgem;
  • 1 pitada de pimenta;
  • 2 colheres de sopa de queijo parmesão fresco ralado. (opcional)
Com um mix misture o alho, o sal, o manjericão, os tomates secos, o azeite e a pimenta até que fiquem cremosos. Depois incorpore o parmesão.


Ingredientes para o frango: (para 4 pessoas)
  • 3 colheres de sopa de azeite de oliva;
  • 4 escalopes de frango de 150g cada;
  • 1 cebola roxa fatiada em lâminas;
  • 4 colheres de sopa de molho pesto de tomate seco (receita no modo de preparo);
  • 300 ml de vinho tinto;
  • 300 ml de água;
  • 125 g de uvas vermelhas ou verdes sem caroço e cortadas em dois;
  • sal;
  • pimenta;
  • folhas de manjericão para decorar.

Modo de preparo do frango:
1. Aqueça 2 colheres de sopa de azeite em uma frigideira grande.2. Asse os escalopes 5 minutos em fogo médio, virando-os sempre que necessário até que estejam dourados.
2. Retire-os da panela e tire o excesso de óleo.
3. Usando a mesma panela, despeje o restante do azeite, junte as cebolas, o pesto vermelho e cozinhe por 3 minutos mexendo frequentemente. Continue até que as cebolas estejam macias, mas sem estarem caramelizadas.
4. Junte o vinho e a água  na panela e leve à ebulição.
5. Coloque novamente na panela os escalopes de frango, salgue e apimente.
6. Baixe o fogo e deixe cozinhar por 15 minutos, até que o frango esteja bem cozido.
7. Incorpore as uvas e sirva imediatamente.
8. Decore com folhas de manjericão.

quinta-feira, 7 de janeiro de 2016

BOEUF BOURGUIGNON


Apesar do nome complicado, Boeuf Bourguignon é um prato simples de fazer. Tradicional da gastronomia francesa, precisamente da região Borgonha - em francês Bourgogne -  ele tem seu nome tirado de duas especialidades da região, o vinho e a carne. O sabor e o aroma do prato são adquiridos de uma marinada que repousa na geladeira por 12 horas e da cocção da carne em um fogo brando.
A primeira vez que provei esse cozido de carne foi na casa de um casal de amigos que moravam em Saint Etienne. O chefe Otávio nos presenteou com um jantar bem à francesa.

Uma das coisas que eu gosto muito nessa receita é que ela dispensa o uso de caldos de carne industrializados (sua saúde agradece mais um dia com “comida de verdade” e não com conservantes, acidulantes e corantes). Você só precisa de um pouco de paciência e tempo. Não é difícil de fazer, mas primeiro deve ser feita a marinada e depois o cozimento lento que leva em torno de 1h30min no fogo brando. Deixe a carne marinar de um dia para o outro na geladeira, assim você não perde tempo. ;)

Ingredientes: (para 3 pessoas)                            

  • 500g de paleta ou músculo bovino em cubos médios;
  • 1 cenoura grosseiramente picada;               
  • 1 cebola grande;
  • cravo a gosto; 
  • 1 bouquet garni;
  • 750ml de vinho tinto Borgonha;
  • 1 colher de sopa de maisena;
  • 150g cogumelos-de-paris frescos;
  • 10 mini-cebolas;
  • 1 colher de sopa de açúcar;
  • 2 colheres de vinagre balsâmico;
  • salsinha;
  • azeite;
  • óleo; 
  • sal e pimenta-do-reino.
Modo de preparo:
1. Corte a cebola grande ao meio e enfie alguns cravos nela. Coloque essa cebola, a carne, a cenoura, o bouquet garni, e o vinho em um recipiente com tampa e deixe marinando na geladeira por 12 horas.

2. No dia seguinte, separe a carne do resto da marinada, porque ela deverá ser selada. Aqueça a panela e despeje um fio de azeite. Vá colocando os cubos aos poucos. É importante que cada cubo de carne fique em contato com o fundo da panela, então se necessário, divida esse processo em 2 ou 3 vezes. Depois de selar toda a carne, coloque-a de volta na panela, adicione a cenoura, a maisena e mexa bem até que cozinhe um pouquinho.

3. Agora coe o vinho que você usou para a marinada, pegue também o bouquet garni e despeje-os na panela em que a carne está. Regule o fogo em uma temperatura branda. A carne deve ficar toda coberta pelo vinho. Deixe-a cozinhando até ficar macia, esse tempo dura em média 1h30min. De vez em quando dê uma olhadinha no nível do vinho, ele vai baixar, mas não pode secar por completo para que a carne não grude no fundo da panela. Se precisar coloque um pouquinho de água.

4. Enquanto a carne está no fogo, descasque as mini-cebolas. Em uma frigideira coloque óleo e refolgue-as até que fiquem bem douradas. Nesse ponto, polvilhe o açúcar sobre elas, acrescente o vinagre balsâmico e deixe caramelizando. Quando você notar que o vinagre engrossou, é a hora de desligar o fogo.

5. Em outra frigideira, adicione óleo e refolgue os cogumelos. Tempere com sal e pimenta.

6. Quando a carne estiver macia, adicione as cebolas e os cogumelos, corrija o sal e deixe cozinhando mais 10 minutos para que os sabores incorporem.


Dicas:
- Os cogumelos devem ser lavados rapidamente em água corrente e secados imediatamente com um pano, para que não absorvam a água.

sábado, 2 de janeiro de 2016

BOLO DE AMÊNDOAS



Cozinhar tentando fazer as adaptações nos ingredientes pra que eu e meu marido possamos comer e ter sucesso é muito gratificante. Na hora de comer, a sensação é tão boa que a gente esquece de todo o resto, até das calorias hahaha. Falo isso por que nem sempre da certo. Estou aprendendo aos poucos a química na cozinha. Já tentei alterações em receitas de bolo que foram uma catástrofe! Já tive que jogar bolo inteiro no lixo porque estava intragável. Que dó! Mas bola pra frente, porque foi solando muito bolo na adolescência que aprendi a cozinhar.

Essa receita é de um experiência que deu certo: bolo de amêndoas! Já fiz ele várias vezes, inclusive para a ceia de natal de 2015! Sem lactose, sem glúten e sem açúcar. Tá bom... com açúcar, mas é demerara☺. Cuidado, aviso logo que você corre o sério risco de querer comer o bolo todo de uma vez! Sempre que faço esse bolo aqui em casa ele acaba em menos de 24 horas.

Sobre esse bolinho de amêndoas... um dos melhores bolos que já comi. Façam, vocês não vão se arrepender! Todo mundo que prova me pede a receita. Ele fica fofinho por dentro e "croc croc" por fora. Ele não cresce muito, então não precisa usar uma forma grande. Eu já usei forma de bolo inglês e uma forma redonda de 20 cm.

Para o Natal eu dobrei a receita porque éramos muitos. Também fiz uma geleia de morango caseira e coloquei como recheio. Combinou muito bem.

Ingredientes: (para 1 forma de bolo inglês)
  • 2 ovos;
  • 1/2 xícara de açúcar demerara;
  • 1 colher de café de extrato de baunilha em pó (não use essência artificial, vai esconder o sabor dos outros ingredientes);
  • 1/2 colher de café de canela em pó;
  • 4 colheres de sopa de óleo de coco;
  • 1/2 xícara de farinha de arroz;
  • 1/2 de xícara de farinha de amêndoas;
  • 1/3 de xícara de leite de amêndoas;
  • 1 colher de sopa de fermento
Modo de preparo:
1. Misture em um bowl a farinha de amêndoas e arroz e reserve.
2. Em uma batedeira, bata os ovos e o açúcar até formar um creme bem fofinho.
3. Adicione o óleo de coco, a baunilha e a canela e bata novamente para misturar os ingredientes.
4. Sem parar de bater, adicionar metade da mistura de farinhas, o leite de amêndoas e em seguida a outra metade da mistura de farinhas.
5. Acrescente o fermento e misture lentamente até que tudo fique bem incorporado.
6. Despeje a massa em uma forma untada com óleo de coco e farinha de arroz e leve pra assar em forno pré aquecido a 180ºC, até que o bolo doure e esteja fofinho. No meu forno foram 35 minutos.

Dicas:
- Para fazer sua própria farinha de amêndoas, você pode t
riturar as amêndoas em um processador ou liquidificador.